Make your own free website on Tripod.com

 

 

 

MATERNIDADE

Apesar das tentativas em menosprezar a maternidade e caracterizá-la como algo enfadonho, esta quando analisada sob a luz dos ensinamentos espirituais, é um dos atos mais nobres a que uma mulher pode aspirar além de ser um dos mais importantes a que possa se submeter. As responsabilidades e privilégios da maternidade, se encarada com reverência e seriedade, pode ser uma das experiências mais gratificantes no plano físico, além de proporcionar grande crescimento anímico.

A mãe providencia o veículo inicial que irá ser utilizado pelo Ego que está a caminho do renascimento. Ela, mais do que qualquer outra pessoa, está em condição de determinar o ambiente no qual a criança crescerá e as influências a que estará sujeita durante os seus anos de desenvolvimento. Os veículos em formação da criança desenvolver-se-ão de acordo com o tratamento e as atitudes que a mãe teve para com os seus próprios veículos físico, mental e emocional.

Sob a luz dos ensinamentos ocultos, tentativas de conceber somente devem ser feitas quando as linhas de forças planetárias estão favoráveis. A energia criadora deve ser canalizada para a atividade mental, jamais utilizada para se obter prazer. Do ponto de vista astrológico, existem duas condições importantes a serem consideradas se desejamos que um Ego renasça sob condições harmoniosas. Em primeiro lugar os pais devem possuir afinidades, e em segundo a concepção deve ocorrer quando as forças planetárias estiverem em relação harmoniosa indicada no horóscopo dos pais. Por "relação harmoniosa", não queremos dizer presença de trígonos e sextis, mas também equilíbrio entre as dissonâncias.

Apesar de ser verdade que a queda do homem teve como causa a má utilização do ato criador, não devemos esperar que este ato seja retificado somente pela concepção sob condições planetárias favoráveis. A humanidade tem-se desenvolvido consideravelmente desde aquela época, sendo que as necessidades do homem moderno são maiores.

Existe uma verdade na astrologia que infelizmente é ignorada por muitas pessoas, um horóscopo não pode prometer mais do que é inerente à sua natureza. Conseqüentemente devemos nos perguntar: qual é o valor de verificarmos condições planetárias favoráveis se ao mesmo tempo não avaliamos o nosso estágio físico, mental e espiritual? Se tais atributos são pobres independente da natureza das condições planetárias, os resultados não são satisfatórios.

Dessa forma se desejamos conceber crianças saudáveis, não devemos atentar somente para as condições planetárias, mas também purificarmo-nos o melhor que pudermos. Assim, quando as condições internas indicadas pelas posições planetárias sejam favoráveis, podemos esperar a concepção de Egos qualificados.

Como a maior parte da humanidade não alcançou um estágio evolutivo considerável, é óbvio que uma vida de celibato é algo difícil de se esperar. Como conseqüência, a maioria das crianças continua sendo concebida em momentos indevidos. Uma vez ocorrida a concepção - deliberadamente ou não - a primeira obrigação dos pais é para com a criança. Ambos são responsáveis pelo Ego que está a caminho do renascimento.

Conveniente ou não os pais devem procurar desempenhar tal tarefa da melhor maneira possível, não somente por causa do Ego que está para renascer ,mas também por seus próprios futuros. A tranqüilidade com a qual a gravidez é muitas vezes interrompida, por conveniência, é repreensível, e os envolvidos incorrerão em pesados débitos do destino.

A síntese da maternidade se encontra em Maria, a mãe de Jesus. No Cristianismo Ortodoxo, ela é reverenciada como uma Virgem Imaculada de pureza inviolável. O Cristianismo Esotérico também a reverencia pela sua pureza e espiritualidade, porém relata que a "concepção imaculada" refere-se ao fato de que Maria e José, dois seres dos mais avançados da raça humana, foram capazes de realizar o ato criador sem paixão, somente com o propósito de fazer com que um Ego conhecido como Jesus, encarnasse na Terra. Jesus cuja missão era desenvolver o seu veículo físico para ser usado por Cristo, foi sem dúvida o ser humano mais puro e desenvolvido espiritualmente. Sua mãe também teve que se purificar, pois somente assim seria capaz de gerar um ser tão nobre.

Assim sendo, uma vida pura, vivida sob os ditames da Lei Natural, é o melhor preparo para a maternidade. Quanto mais experiência a mãe adquire ao procurar dar o melhor tratamento possível aos seus veículos, mais capaz ela será de trabalhar com a criança., Certamente, não importa que direção a vida tenha tido nos anos anteriores à concepção; tão logo uma mulher tome consciência de que está grávida, é de sua responsabilidade esforçar-se para ter bons pensamentos e praticar atos que beneficiem seu futuro filho.

Hábitos Nocivos

Estudos ciêntíficos têm revelado que os maus hábitos como fumar,beber e utilizar drogas, causam danos consideráveis ao feto em desenvolvimento. Felizmente a ciência material está ajudando a convencer as mulheres que desejam ser mães, a mudar seus comportamentos. Parece que o bom senso é o suficiente para mostrar que esses hábitos são perigosos tanto para o feto quanto para a mãe .

O mesmo vale para os alimentos que a mãe consome, particularmente no período da gestação. Uma dieta rica em nutrientes ajuda a realizar o seu trabalho de forma eficaz, além de fornecer um melhor material para a construção dos veículos do Ego que está a caminho. Ao contrário, uma dieta pobre formada basicamente de produtos refinados, doces, carnes e outros elementos nocivos, prejudica ambos os egos.

Ambiente Harmonioso

Igualmente importante são os pensamentos que a mãe dirige para a criança. O tempo de retorno à terra é particularmente difícil para um Ego. Ele deixa a segurança e a harmonia do mundo espiritual e retorna ao tumultuado e doloroso mundo físico. Não importa quanto ansioso esteja por vivenciar as experiências terrestres; o "envolver-se na matéria" não pode ser indeciso. Qualquer ajuda que o Ego receba nesse momento, que o faça sentir-se amado e desejado, será de um valor incalculável. Se ele sente que a família em que irá nascer e particularmente os seus pais estão preparados para recebê-lo de braços abertos, as vicissitudes da vida futura tendem a tornar-se mais amenas. Talvez até, seja mais verídico para um Ego que está para renascer do que para aquele que tenha estado de algum modo preso à terra, que a presença do amor diminua o peso do destino, enquanto que a sua ausência aumenta até mesmo os aborrecimentos mais triviais Importante também é a atmosfera em que a mãe se situa. Se a sua vida em casa é calma, se ela é rodeada de amor e carinho pelo marido e família, se dá valor às questões espirituais, se aprecia a boa música, a natureza, leituras elevadas, etc., tudo isto se refletirá não somente em seu estado mental,como também na criança que traz dentro de si. Desarmonia, amoralidade e atividades de gosto questionáveis, penetram na consciência da mãe e perturbam não só a sua serenidade, como também a da criança.

O Ego e as Leis

A Ciência Oculta evidencia que tanto a Lei de Conseqüência quanto a Lei de Atração, determinam o lugar em que o Ego irá renascer, assim como a família e o ambiente em que irá viver. Relacionamentos inimigos em vidas passadas perduram até o momento em que estes sejam solucionados com amor. Isso explica os antagonismos tão comuns entre membros de uma família. Às vezes há o antagonismo entre mãe e filho, desde o começo. Esse é o caso de dois egos que estão tendo a oportunidade de reconciliarem-se. Tal situação requer sabedoria e boa vontade por parte da mãe, sentimentos que se refletem na criança que ela educa. Por outro lado relações harmoniosas entre membros de uma família, é o resultado da boa conduta que os envolvidos tiveram em vidas passadas.

A Lei de Conseqüência irá determinar de que forma o Ego que está para renascer irá viver. A falta de cuidado que teve com os seus veículos em vidas passadas resulta em veículos fracos na atual existência. Os débitos do destino indicam que o Ego irá ser privado de algo. As leis naturais não podem ser infringidas e as lições têm que ser aprendidas, muitas vezes sem a ajuda da mãe, que se verá impossibilitada de aliviar o sofrimento que a criança tem que enfrentar. Se, o Ego tem que passar a sua existência em um veículo debilitado, a mãe tem a prerrogativa e até mesmo o dever de ensinar-lhe as regras de higiene e alimentação, que o capacitarão a utilizar da melhor maneira possível o veículo que possui atualmente. Os pais podem não dispor de recursos materiais suficientes para oferecer à criança, porém devem doar-se, transmitindo-lhe amor e confiança. Agindo dessa forma, estarão moldando a criança aos mais elevados padrões morais, além de fazer com que se torne um ser humano auto suficiente e confiável.

A Astrologia como um recurso

Uma vez que a criança nasceu, convém que a mãe verifique o seu tema natal o quanto antes. Será bom que procure adquirir conhecimentos suficientes de astrologia a fim de que possa interpretar o tema. Caso contrário, a interpretação do horóscopo da criança, feita por um astrólogo espiritual qualificado, poderá ser devidamente estudada.

As configurações planetárias no momento em que a criança respira pela primeira vez, revelam as debilidades ou fortalezas com que o Ego está retornando à terra, características que são determinadas conforme os atos praticados nas últimas existências.Conhecendo os pontos fortes e fracos a que sua criança está sujeita, a mãe deve orientá-la devidamente nos seus primeiros anos de vida a fim de que o Ego evolua. Caso perceba que a criança é propensa à indulgência sensual, uma ênfase na moderação é fator importante. Porém se tende a ser hostil para com os demais, a mãe poderá fazer com que a criança conviva com os seus amigos, auxiliando-os quando necessário. Se há uma inclinação para a supremacia material ou prestígio intelectual, deve-se procurar explicar à criança a sua natureza espiritual, sendo que tal entendimento é de extrema importância.

Educação

Cabe lembrar que o conhecimento adquirido pelas crianças nos planos superiores ainda estão latentes e que o ceticismo, cinismo e ilusão do mundo físico estão desconhecidos.Uma educação baseada nos conhecimentos da filosofia cristã esotérica, será de incomensurável valor, fazendo com que as crianças se tornem adultos capazes de conduzir suas próprias vidas. Os preceitos básicos da Filosofia Rosacruz e particularmente o conceito de Fraternidade Universal e Amor podem ser ministrados desde a mais tenra idade.

Como as crianças não são críticas, mas muito imitativas, as atitudes e hábitos dos que estão próximos, em particular da mãe, exercem nelas uma influência considerável. Assim sendo a mãe deve ser cuidadosa a respeito da sua própria expressão, mesmo quando perceba que a criança não a está observando. Não deve ter medo de expor suas experiências de vida, procurando sempre demonstrar confiança e otimismo frente a criança. Também deve esforçar-se por viver uma vida de pureza, procurando transmutar os impulsos de sua natureza inferior.

É óbvio que a paciência é um fator de extrema importância a cultivar, caso a mãe ainda não a tenha adotado.Até no ambiente familiar mais afável, os problemas para manter uma casa, uma família, cuidar dos filhos,etc., estressam a mulher. Porém é nessa hora, que o seu desenvolvimento e compreensão a ajudam, pois as forças superiores estão sempre prontas para auxiliar a quem pede orientação e proteção.

O desenvolvimento dos veículos

O corpo físico da criança desenvolve-se principalmente nos primeiros sete anos de vida , sendo que nesse período a criança é muito curiosa. A mãe pode canalizar esta energia de modo que contribua para o desenvolvimento da criança, bem como para o seu futuro auto controle e auto confiança É certo que é difícil ser razoável com a criança nessa idade; caso não responda favoravelmente às sugestões de comportamento alternativo, a disciplina faz-se necessária, sendo muito mais eficiente do que dizer muitos "nãos". O tipo de disciplina que a mãe dá para a criança, mais uma vez, demonstra o seu nível de desenvolvimento. O castigo corporal, a ira,etc., servem apenas para reprimir emoções ou reforçar o senso de superioridade sobre a criança. O efeito é totalmente negativo. Se a disciplina faz-se necessária, a negação de favores e a não concessão de privilégios, torna-se mais eficiente. Tal política irá conscientizar a criança a respeito de sua conduta, não havendo assim a necessidade de punição física. Outra responsabilidade da mãe durante esse período é submeter a criança ao som e ritmo da boa música. Tudo o que existe no Universo é criação do Mundo Cósmico. Apesar de não podermos ouvir a música das esferas, podemos trabalhar os corpos da criança através da música terrena. As cantigas de ninar possuem um ritmo maravilhoso. Quanto mais uma criança aprende a falar e a cantar, e quanto mais música é incorporada ao seu dia a dia, mais fortes e sadios serão os seus veículos nos anos futuros. Crianças que possuem menos de 14 anos, ainda são uma parte de seus pais, pois na Glândula Timo está armazenada a essência do sangue dos pais, que a criança utiliza para gerar o seu próprio sangue no período da infância. A Glândula Timo é maior antes do nascimento, sendo que diminue à medida que a criança cresce. Por volta dos 14 anos o Ego já está apto a gerar o seu próprio sangue. Aqui começa a ter identidade própria.

A Visão Etérica

É uma pena que a maioria das mães atualmente, não possuam habilidade e nem condições de entender as brincadeiras de suas crianças com seus "amigos invisíveis". É muito comum as crianças terem visões etéricas, verem fadas e anjos e insistirem que o seu companheiro invisível a acompanhem. Elas não estão inventando estórias. "Amigos invisíveis" são entidades reais e fazem parte das brincadeiras das crianças. A mãe que é compreensível, entende isso, mesmo não estando consciente da presença de tais entidades. A imaginação ocupa um lugar importante na vida da criança. Da imaginação surge a criatividade, e sem imaginação uma vida criativa não é possível. A mãe que permite que a criança passe horas em frente de uma televisão , que lhe oferece uma grande quantidade de brinquedos sem lhe dar oportunidades de criar suas próprias brincadeiras, está fazendo com que a criança não adquira capacidade suficiente para lidar com os problemas que venham ocorrer no futuro. Mães que incentivam a criatividade em seus filhos, jamais ouvem deles frases do tipo: "estou aborrecido" ou "não tenho nada para fazer".

A Segurança do Amor

Em tudo o que a mãe faça, o objetivo principal deve ser o amor, a compaixão e a compreensão, o que com certeza será muito benéfico para a criança em formação. Não é fácil ser criança. As restrições a perseguem e tudo parece estar contra ela. Existem mais coisas que precisam ser disputadas e aprendidas do que aquelas que ofereçam satisfação. Logo, a certeza de que está segura no amor materno, a paciência e a compreensão tornarão o processo educativo da criança muito mais fácil, além de transmitir auto-confiança que será de grande valor nos anos posteriores.


 

HOME

TEMAS ROSACRUZES

MAPA DO SITE