Make your own free website on Tripod.com

Fraternidade Rosacruz
Um Movimento Aquariano

A Fraternidade Rosacruz é uma escola filosófico-cristã, que divulga a filosofia ou cristianismo esotérico, tal como foi ensinado a Max Heindel, seu fundador, pelos irmãos Maiores da Ordem do mesmo nome. Nela encontram-se ensinamentos sobre a origem, evolução e desenvolvimento futuro do homem e do mundo, que são corroboráveis pela razão e pela lógica, apresentando uma solução racional para todos os mistérios.

Seu lema é: MENTE PURA – CORAÇÃO NOBRE – CORPO SÃO.

Sua tônica é: SERVIÇO, isto é, a dedicação máxima das próprias capacidades em benefício da humanidade.

Tais ensinamentos estão contidos no livro básico "CONCEITO ROSACRUZ DO COSMOS", obra indispensável ao conhecimento da Filosofia Rosacruz.

A Fraternidade Rosacruz é cristã porque baseia seus ensinamentos nos princípios cristãos, e é esotérica, ou oculta, porque desvenda o sentido mais profundo desses mesmos princípios. Para ela, o homem é o centro de uma realidade espiritual, feito, como é, à imagem e semelhança de Deus, seu criador, e está destinado a tornar-se um autêntico herdeiro das promessas divinas, mediante a Transfiguração, ou seja, a união com o eu superior, que lhe conferirá o caráter de um Cristo em formação capaz de "fazer as coisas que fez o Mestre e ainda maiores". Assim, a Doutrina Rosacruz identifica o homem com o Cosmos, de que é uma réplica na pluralidade de suas potencialidades totais, físicas e espirituais.

Cristo deu tais ensinamentos a seus discípulos. Não os divulgou publicamente senão aos eleitos, os escolhidos que atingiram condições internas para compreendê-los. Daí as citações: "quem tem ouvidos de ouvir ouça", ao falar por meio de parábolas, para que o vulgo, "ouvindo, não o entendesse". São Paulo esclareceu dizendo que "às criancinhas dava leite e aos adultos, alimento sólido". O Cristianismo Esotérico foi conservado através dos tempos até os dias de hoje, desde Cristo, por ordens ocultas, cujos membros eram e são escolhidos por sua pureza e por seus valores morais. Uma delas, a Ordem Rosacruz, fundada no século XIII, é uma escola de mistério no plano espiritual.

A RAZÃO DO NOME ROSACRUZ

O nome deriva do fundador da Ordem - Christian Rosenkreuz (Cristão Rosacruz). Por isso somos cristãos-rosacrucianos. Rosenkreuz criou um símbolo, constituído de uma cruz branca, com um grupo de sete rosas vermelhas, formando coroa e uma rosa branca colocada no centro da cruz, e de uma estrela dourada de cinco pontas que, como fundo, respalda a cruz. A cruz simboliza os corpos do homem e os quatro remos (a Fraternidade Rosacruz ensina que a humanidade constitui um reino à parte) em evolução na terra e ainda a evolução passada e presente, enquanto as rosas representam os valores a desabrochar, as faculdades latentes em cada um de nós, os selos do livro do Apocalipse. Nas reuniões da Fraternidade, ao descobrir-se o símbolo rosacruz o diretor dos trabalhos, exprimindo o desejo de progresso espiritual dos estudantes e simpatizantes, profere a seguinte saudação: "Que as Rosas floresçam em vossa cruz"! E eles lhe retribuem, dizendo: "E na vossa também" Quando esse desabrochamento se dá a aura do neófito ilumina-se com a dourada cor, a cor Crística, representada no símbolo pela estrela dourada de cinco pontas, o pentagrama com a ponta para cima, que possibilita a união mística do Aspirante com o seu Cristo interno. A Fraternidade Rosacruz oferece método seguro para esse despertar, adequado ao neófito ocidental, de modo a abreviar-lhe o caminho dessa gloriosa meta e habilitá-la a atingir esferas mais altas de serviço à humanidade. Essa via, que pressupõe sinceridade de propósito, desinteresse, desejo de ajudar, renúncia e persistência, também está simbolizada no caduceu pela coluna reta do meio, enquanto as duas cobras, preta e branca representam o caminho mais longo, em espiral, seguido pela humanidade comum.

CONDIÇÕES PRÉ-CRISTÃS DA HUMANIDADE

Antes de Cristo reinavam as religiões de raça baseadas no duro cumprimento da Lei Mosaica, de que a humanidade comum ainda não se libertou de todo. Então, os homens regiam-se segundo o "olho por olho e dente por dente". Tal disciplina visava principalmente ao controle sobre a parte instintiva e emocional. Foi o período governado pelo terceiro aspecto da divindade, o Espírito Santo. Depois, veio a Segunda ajuda, a Religião do Filho, com o advento de Cristo e seu plano de salvação. Iniciou-se a era do amor fraternal e do perdão dos pecados, um e outro desconhecidos até então e impraticáveis naqueles recuados tempos. Quase dois mil anos decorreram e a transição da Religião da Lei para a do Amor Universal ainda não se completou. O altruísmo vai florescendo no coração dos homens; mas não sabemos ainda adorar a Deus em espírito e verdade e muito menos através de nossos semelhantes, reconhecendo-nos todos irmãos, filhos de um Pai comum, a cuja semelhança de atributos fomos feitos e de cujas gloriosas promessas todos somos herdeiros.

PORQUE O MÉTODO ROSACRUZ É OCIDENTAL

Dizer que a Fraternidade Rosacruz é uma escola preparatória aos mistérios ocidentais não contradiz o sentido de universalização para que tende o Cristianismo Esotérico. Tal como o Sol vem de leste para oeste, a luz da espiritualidade seguiu a mesma direção, ao longo da evolução humana. Confúcio na China, Buda na índia, Pitágoras na Grécia, foram progressivos marcos da trajetória brilhante do Sol da espiritualidade, dirigindo a evolução religiosa cada vez mais a Oeste. Depois surgiu Cristo. Sua influência predomina por enquanto no ocidente, até que, por todo o Mundo os demais egos se universalizem e se libertem dos laços restritivos da raça e da tradição. No ocidente estão os seres mais evoluídos na Terra, em sentido geral, seres que, em outras vidas, já estiveram no oriente. Agora renascem nesta parte do globo para receberem ensinamentos equivalentes ao seu presente estado evolutivo. Pode parecer, ao menos avisado, que o oriente, em questão espiritual, esteja na vanguarda. Engano. Aqueles egos encontram-se na curva descendente da evolução, prestes a atingir o nadir da materialidade, pelo qual já passaram os ocidentais. Em futuro não muito distante viverão os mesmos problemas que nós a fim de adquirirem a experiência da vida material. Já estão afastando-se, a pouco e pouco, das vivências predominantemente subjetivas para mergulharem na conquista das condições materiais, requisito indispensável de evolução neste globo. Entretanto os ocidentais, subindo o arco evolutivo ascendente, estão alcançando condições cada vez mais espiritualizadas, corpos físicos mais sutis e mais dinâmicas mentes. Os métodos de realização oriental e ocidental são bem distintos, embora guardem alguns princípios doutrinários comuns, como a Lei do Renascimento, Lei de Causa e Efeito, etc... No método oriental, o neófito se subordina ao Guru (Mestre) e condiciona seu desenvolvimento à completa aceitação do que lhe é ensinado. No método ocidental, fundamentalmente individualista, busca-se, desde o princípio, libertar o neófito de todas as influências externas que lhe dificultam a livre manifestação do Ser.

O método ocidental respeita em cada aspirante o acervo individual de experiências passadas que lhe formaram o caráter, enfim, sua particular e total estrutura temperamental, diferente da de qualquer orientador externo. O método ocidental, dá-lhe, ao mesmo tempo, os meios de realização e deixa o desenvolvimento na dependência exclusiva de sua iniciativa, esforço e perseverança.

A questão iniciática não é simples, como podem fazer crer os ignorantes e os charlatães. A Escola Rosacruz exorta seus membros a não pensar em "vôos de alma" e a dedicarem-se de todo coração e vontade ao aprimoramento próprio, através do serviço amoroso e altruísta aos demais, pelos meios de iluminação que põe dadivosamente à disposição de todos. Isto concorda com os Evangelhos: "procura primeiramente o Reino dos Céus e Sua Justiça e o demais te vem por acréscimo".

É importante que saibamos distinguir, para nossa orientação e dos demais, o método ocidental de desenvolvimento. Como diz Max Heindel: "Buda pode ter sido a luz da Ásia, mas Cristo é a luz do mundo. Assim como a luz do sol ofusca o brilho das mais radiantes estrelas, tempo chegará em que o verdadeiro Cristianismo ofuscará e anulará todas as demais religiões, para inteiro beneficio da humanidade".

ORIGEM DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

Encontramos suas raízes entre a devota ordem dos Essênios, ao tempo de Cristo. Não são mencionados nos Evangelhos porque foram precisamente eles que dirigiram sua redação. Os manuscritos do Mar Morto, descobertos desde 1947, em aparente acaso, às margens do Mar do mesmo nome, nas cercanias do soterrado Mosteiro de Qumrãm, mostram inequívoca relação daquela Ordem com os Evangelhos, principalmente com o de João Evangelista e as cartas de Paulo. Efetivamente, José e Maria, pais de Jesus; Zacharias e Izabel, pais de João Batista; João Batista e os seguidores de ambos, todos foram Essênios. Lázaro, iniciado por Cristo na simbólica passagem de sua ressurreição, renasceu depois com Christiam Rosenkreuz, fundador da Ordem Rosacruz. Jesus foi educado pelos Essênios e com eles privou no período omitido pelos Evangelhos, dos onze aos vinte e nove anos, preparando-se em Qumrãm e posteriormente na Pérsia (onde havia a mais completa biblioteca daqueles tempos), para a missão transcendental de sua União à Cristo, no batismo do Jordão. As passagens principais da vida de Jesus Cristo são "passos" iniciáticos, do desenvolvimento de cada Aspirante à vida superior. Com esse fim os Evangelhos foram escritos: como fórmulas de iniciação, sob a singela aparência de narrativa a respeito da vida de Jesus Cristo. Essas nove iniciações, pela ordem, são: Batismo, Tentação, Transfiguração, Última Ceia, Lavapés, Getsêmani, Estigmatização, Crucificação e Ressurreição.

Assim a Fraternidade Rosacruz visa a uma grandiosa finalidade e encaminha os Aspirantes vencedores a ilimitado desenvolvimento posterior, para serviço do mundo. Não constitui uma confissão religiosa, no sentido comum do termo, porque não é dogmática; todavia, no mais lato sentido, é uma escola de religiosidade, que oferece os mais eficientes meios de re-ligar o homem a Deus, através de Seu Filho, o Verdadeiro Caminho.

O "CONCEITO ROSACRUZ DO COSMOS"

Escrito em 1909, este livro difundiu no mundo ocidental a mensagem da Ordem Rosacruz, a revelação das grandezas espirituais ocultas na Bíblia, especificamente no Novo Testamento, e nunca, até então, explícita e logicamente reveladas ao público.

Esta obra, súmula elementar da sabedoria ocidental, devolve ao homem a condição divina, mostrando-o como semente provinda da árvore de Deus, com todas as qualidades e atributos latentes, para serem despertados, desenvolvidos e potencializados através da evolução. Nela se descreve como, nos primórdios da Manifestação ou Criação, Deus criou os Espíritos, virgens de toda consciência de si e como, ao longo de inumeráveis "eons" de tempos (os Períodos de Saturno, Solar, Lunar e metade do Terrestre - o atual) adquiriram seus veículos denso, vital, emocional e mental, para aperfeiçoá-los como instrumentos do Espírito interno, a fim de manifestarem, progressivamente, suas prerrogativas divinas. O "Conceito" dá satisfação às mentes inquiridoras de nosso século, sobrepondo às inquietações e dúvidas suscitadas pela ciência, cultura, filosofia e religião de hoje, ainda enfocadas na materialidade, as certezas transcendentais contidas na Bíblia e reveladas pelos Irmãos maiores.

Tal revelação traça as diretrizes evolutivas para os que, Aspirantes aos valores do espírito, seguem o caminho mais curto e áspero da virtude e da iluminação, de volta ao Lar Paterno, à glória de Deus, cada vez mais individualmente conscientes de seus divinos atributos.

A FRATERNIDADE ROSACRUZ BASEIA-SE NO RENASCIMENTO

A Lei do Renascimento, ou de Reencarnação, não é uma verdade recente. Era ensinada pelos Essênios e muito antes de Cristo, nos antigos templos de mistérios, onde os iniciados podiam ver o ego "descer" ao renascimento (voltando à escola do mundo) ou abandonar os veículos densos, por morte destes. É uma verdade insofismável que pode ser confirmada por todos aqueles que desenvolvam o latente sexto sentido ou visão espiritual. Não obstante, além do conhecimento direto, há o indireto, ou seja, o conhecimento transmitido pelos testemunhos convergentes de inúmeros iniciados que desenvolveram a visão espiritual. Assim, como podemos saber das condições e coisas de um país pela descrição que dele fazem os viajantes e historiadores, também podemos conhecer os mundos espirituais e suas leis pela descrição dos que "lá" foram e nos relatam o que viram. Ademais, há muitas crianças que se recordam de vidas passadas, e notável história é relatada por Max Heindel no livro "Conceito Rosacruz do Cosmos", ocorrência por ele comprovada.

A Teoria do Renascimento ensina que cada alma é uma parte integrante de Deus, e está desenvolvendo todas as virtuais possibilidades divinas, assim como da semente se desenvolve uma planta. Por meio de repetidas existências em corpos terrestres de crescente perfeição, expandem-se lentamente os referidos poderes latentes, convertendo-os em energias dinâmicas. Ninguém se perde. Todos os Egos realizarão, por último, a suprema perfeição e reunião com Deus, levando consigo a experiência acumulada, o fruto de sua peregrinação através da matéria.

A Teoriado Renascimento, junto à sua irmã gêmea, a de Consequência ou de Causa e Efeito, explicam logicamente o destino humano e justificam as perturbadoras diferenças da condição terrena da humanidade.

O Cristianismo popular não ensina o Renascimento, e recusa-o porque Cristo não o ensinou publicamente. Todavia ministrou esse ensinamento reservadamente a Seus Discípulos e chegados. Disse o apóstolo Paulo que há muitas passagens veladas e alegóricas na Bíblia. A Filosofia Rosacruz dá-nos a "chave" para distinguir o sentido oculto. Por isso remetemos o estudante ao exame e meditação, principalmente dos trechos sobre a cura de um cego de nascença, em João 9:3 e Mateus, 11:14, acerca de João Batista, reencarnação de Elias. Eles se referem particularmente ao Renascimento.

A FRATERNIDADE ROSACRUZ E AS DEMAIS

ENTIDADES DE NOMES IDÉNTICOS

A Fraternidade Rosacruz tem muitas co-Irmãs em diversas cidades e capitais do Brasil, todas elas intimamente ligadas à Sede Central do Brasil e a The Rosicrucian Fellowship Oceanside, Califórnia, USA (Sede Mundial). Todavia, há outras entidades de nomes parecidos, sem qualquer ligação, algumas das quais até expõem ensinamentos de Max Heindel. Ao fundar a The Rosicrucian Fellowship, em 1909, Max Heindel agiu sob orientação dos Irmãos Maiores, a fim de estabelecer no mundo material, o fulcro físico da Obra Rosacruz, a base da unidade e da universalidade da obra, mantendo-as como um todo harmonioso e expansivo, sobreposto às transitoriedades estruturais próprias das coisas do mundo e às motivações pessoais que não edificam mas separam. Sempre Max Heindel deu o mais alto relevo ao sentido iniciático da doutrina, objetivo supremo da Fraternidade, e não à sua confirmação em limites meramente normativos e filosóficos, por si valores básicos necessários, mas, porque simplesmente intelectuais, desvinculados dos poderes arquetípicos emanados da Ordem Corporizando em Mount Ecclesia, perto do Pacífico, o suporte físico da mensagem Rosacruz, os fundadores criaram o esteio atrativo e unificador da força gravitacional de todos os núcleos de estudos espalhados pelo mundo que, fiéis às recomendações de Max Heindel, edificam uma obra só, constituem-se um só rebanho e se conduzem, NÃO por mentores, instrutores ou sacerdotes, mas por um só Pastor, o Cristo, nosso mestre e Guia. "Quem tem ouvidos de ouvir, ouça".

MESTRES VERDADEIROS E FALSOS

Nunca Max Heindel permitiu que o chamassem de Mestre. Diversas vezes esclareceu em sua literatura, que os verdadeiros mestres, capazes de iniciar o neófito nos Mistérios, são os Hierofantes, os Irmãos Maiores. Só Eles são chamados Rosacruzes.

Na Ordem Rosacruz (espiritual) há doze Irmãos Maiores e o Cabeça, o décimo-terceiro, Christian Rosenkreuz. São Eles os auxiliares diretos de Cristo no imenso labor de redenção do mundo. Sete estão em constante manifestação no mundo, agindo anonimamente nos diversos campos de atividade humana (ciência, arte, religião, educação, finanças, política, etc.), para assegurar, dentro do respeito ao livre arbítrio, as diretrizes da evolução.

Esperançoso, o verdadeiro Mestre acompanha o Aspirante dedicado. E, quando o discípulo estiver preparado se lhe revelará, fazendo-se presente diante dele, em íntima relação espiritual. O "sinal" que atrai o Mestre é a luminosa aura, que começa a brilhar quando, ao lapidar o diamante bruto de sua personalidade, o Aspirante aperfeiçoou os valores morais e mentais. Só então surge o Mestre, para, dadivosamente, dar-lhe as iniciações que merecer.

E o falso? Quando não vende seu trabalho e suas pretensas iniciações por dinheiro, certamente cobra, pelas tortuosas vias da astúcia, na moeda do prestígio, da preponderância social, do endeusamento e glorificação de sua personalidade. É mister definir claramente: a iniciação não é cerimônia aparatosa, impressionante, externa. É um fenômeno interno, um despertar, um alargamento da consciência aos planos invisíveis da realidade; é uma iluminação transcendental concedida ao mérito; é o batismo de fogo, mencionado por João Batista, que Cristo nos daria.

ORGANIZAÇÃO DA FRATERNIDADE ROSACRUZ

Do exposto, deve depreender-se que a Comunidade Mundial Rosacruz não tem líderes. Todos são estudantes, que se esclarecem uns aos outros segundo o poder de seu entendimento. O "Conceito" é explícito quando frisa que o Estudante deve tornar-se árbitro de seu próprio destino e realizar o aperfeiçoamento por si mesmo, à luz do método Rosacruz de desenvolvimento. O próprio Sr. Heindel foi um exemplo de desinteresse por qualquer espécie de liderança: nunca se furtou a qualquer gênero de labor dentro da Fraternidade; nunca se alteou ou se sobrepos a ninguém em suas relações com os estudantes e companheiros; jamais concentrou nas mãos poderes mundanos relativos à obra... Enfim, sempre disposto a ocupar o último lugar à mesa do Senhor, foi o primeiro na prestação do serviço. Ele deixou as normas de funcionamento dos núcleos sem nenhuma espécie de vinculação material a quem quer que seja e nem cargos vitalícios.

Sua finalidade foi a de iluminar aqueles que, não encontrando Cristo pela fé, procuram-no pela razão. Estes sentem o "chamado" interno da tônica Rosacruz, que os levam a algo além das suas limitadas faculdades sensoriais, revelando os mistérios de nossa origem, a finalidade de nossa estada presente na Terra e desenvolvimento futuro, mas tudo isso para que, satisfeita a parte mental, possa falar o coração numa vivência superior de serviço amoroso ao próximo.

A FRATERNIDADE ROSACRUZ É

UM MOVIMENTO AQUARIANO

Sim, uma nova era se avizinha (para daqui a uns 600 anos) à medida que o Sol, em seu movimento de precessão, caminha do signo de Piscis para o de Aquário. Os astros são os ponteiros do grande relógio

cósmico e marcam as fases do destino do mundo. O Sol entrou na órbita de influência aquariana em meados do século passado e se aproxima um grau cada 72 anos, do signo aéreo de Aquário, regido por Urano. Sua influência, cuja chave é originalidade e renovação, começa a manifestar-se nas invenções e conquista do ar, captação e transmissão da eletricidade, da energia solar, da energia atômica, forças que estão mudando a história do mundo e impulsionando o homem para rumos imprevisíveis. Muitas passagens dos Evangelhos, as cartas de Paulo e principalmente o Apocalipse, tratam da nova época, dizendo que Cristo, quando vier na segunda vez, virá "no ar", isto é, ao advento das extraordinárias condições desses tempos futuros.

Entre os seres humanos ocidentais muitos já estão particularmente afinados à tônica de Aquário e, como precursores da Era de real confraternização mundial, trabalham desde já na formação do futuro "povo de Cristo".

A Fraternidade Rosacruz é uma escola aquariana e o Cristianismo Esotérico por ela exposto será a religião do futuro. Ao difundir sua mensagem, lança a voz do bom Pastor, conhecida por todos os que se acham intimamente afinados. Ela acolhe e seleciona espontaneamente, pelo interesse de cada membro, os futuros aquarianos.

Como a semente que, lançada por campos vários, reproduz-se abundantemente nos terrenos férteis, assim a Mensagem Rosacruz em relação à humanidade. Ela aí está, lançada ao mundo e ao futuro.

Possa ela frutificar no coração e na mente do ser humano, para que o Senhor, em Sua volta, possa encontrar a todos preparados para os esponsais da Alma, como, na parábola das Virgens, aquelas cinco prudentes que "levaram azeite nas suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas".

ADVERTÊNCIA

Não julgue que a Fraternidade resolva todos os problemas de cada um, pois isso é um trabalho pessoal e cada um alcançará condições de resolvê-los, pois esse é um dos objetivos da Filosofia Rosacruz - cada ser deve emancipar-se e adquirir condições de ser suficiente a si mesmo, aos seus familiares e aos seus semelhantes.

A evolução é lenta mas é segura e isso depende de cada um, e é conseguida vivendo os ensinamentos que se adquirem, fazendo os cursos por correspondência e frequentando as reuniões desde que haja núcleo de estudos em sua cidade.

Compartilhe com seus amigos o conteúdo deste folheto.

Creia que a vida é algo muito sublime, muito mais valiosa do que geralmente se considera.

É preciso que cada um saiba de onde veio, porque anda no mundo e para onde vai, conhecendo a potencialidade de seus valores, ainda latentes na quase totalidade de nossa presente humanidade.

A Fraternidade confia no poder de síntese e no amadurecimento interno do prezado leitor, para que este rápido resumo o inspire a mais alto ideal e realização. A oportunidade aí está.

 


ESTUDE EM CASA

A Fraternidade tem à sua disposição, os seguintes cursos por correspondência / E-mail:

FILOSOFIA ROSACRUZ - em duas etapas:

Preliminar, em doze lições e Suplementar, composto de quarenta lições.

BÍBLICO - (Cristianismo Esotérico) em vinte e oito lições, franqueado aos estudantes que terminaram o Curso Preliminar de Filosofia.

ASTROLOGIA - Em três estágios: Preliminar, em vinte e seis lições; Superior, em doze lições; e, Superior-Suplementar, em treze lições. Este curso é franqueado unicamente aos estudantes que, tendo concluído o curso preliminar de filosofia, estejam fazendo paralelamente o Curso Suplementar.

Não é necessário nenhum pagamento pelos cursos, nem para freqüentar as reuniões de estudos.

 

HOME

TEMAS ROSACRUZES

MAPA DO SITE