Make your own free website on Tripod.com

 

CRESCIMENTO ESPIRITUAL E DESENVOLVIMENTO PSÍQUICO

 

Devido ao interesse e à grande publicidade dada atualmente ao psiquismo, será benéfico revisar os Ensinamentos da Fraternidade Rosacruz relacionados a este fenômeno e assim compreender por que estes Ensinamentos dão ênfase à superioridade do crescimento espiritual positivo sobre o desenvolvimento psíquico negativo.

Quanto ao crescimento das assim chamadas faculdades extra-sensoriais, a humanidade está dividida em duas categorias. Entre os membros de uma categoria, pessoas "comuns" ocupadas em buscas materiais e muito distantes do contato com os mundos espirituais, a conexão entre os corpos denso e vital está fechada. Na outra categoria, a dos chamados sensitivos, a conexão entre os dois veículos é frouxa. Estes "sensitivos", por sua vez, também estão divididos em duas classes: clarividentes voluntários, positivos, estimulados por vontade própria, e os clarividentes involuntários, negativos e sujeitos à vontade dos outros.

Uma conexão frouxa entre os corpos vital e denso induz a sensibilidade à vibrações espirituais. O corpo pituitário e a glândula pineal, dois órgãos atualmente dormentes na maioria das pessoas, estavam, em épocas passadas, ligados ao sistema nervoso involuntário, e dotaram o homem com clarividência involuntária. São os instrumentos com os quais a clarividência voluntária, sob o controle do sistema nervoso cérebro-espinhal, será alcançada à medida que o homem progredir espiritualmente. O homem que conscientemente desenvolve suas faculdades espirituais controla a vibração destes órgãos pela vontade, sendo que o poder de "ver" nos outros mundos é estável, podendo ser usado a seu critério.

O clarividente voluntário desenvolve sua sensibilidade e aprende a controlar suas capacidades extra-sensoriais, como resultado de ter exercitado sua vontade vivendo uma vida pura e espiritual, devotando-se ao serviço altruísta e desinteressado aos outros.

Com o tempo, depois que se fez merecedor, recebe o ensinamento necessário para completar a conexão entre a glândula pineal e o corpo pituitário e assim tornar-se um clarividente experiente - senhor de sua faculdade em qualquer e em todos os momentos, livre para exercitá-la ou não, conforme lhe aprouver.

Quando a conexão entre os corpos vital e denso ficar tão frouxa a ponto que parte do corpo vital possa ser retirada, o clarividente positivo pode tornar-se um Auxiliar Invisível consciente. Desenvolveu, através de uma vida pura e abnegada, seu corpo-alma - os dois éteres superiores do corpo vital, a percepção sensorial e a memória – a tal ponto que ele tem condições de retirar-se do corpo denso quando quiser, usando o corpo-alma como um veículo no qual funcionará conscientemente no mundo espiritual, lembrando-se de tudo que fez lá. Estará tão consciente no mundo espiritual como no material e, ao despertar pela manhã, terá consciência plena dos serviços que prestou no mundo espiritual enquanto dormia.

O caso do clarividente negativo é totalmente diferente. Devido à conexão frouxa entre os corpos denso e vital, ele tambem é sensível às vibrações espirituais. Porém, visto ser de um temperamento negativo e uma vez que a retrogressão é mais facilmente realizada do que a progressão, ele não faz nenhum esforço para submeter essa sensibilidade à seu próprio controle - na verdade, nem lhe ocorre pensar que provavelmente poderia agir assim. Em lugar disso, renova tranqüilamente a atividade negativa dos órgãos pineal e pituitário, tornando-se um clarividente negativo. Desde que a faculdade negativa seja exercida por meio do sistema nervoso involuntário, não está sob o controle da vontade e é, portanto, esporádico por natureza. O clarividente involuntário não tem controle sobre o que vê ou experimenta nos outros mundos. Está ciente somente do que acontece diante dele e não pode usar seu poder com propósitos de investigação.

Clarividentes negativos freqüentemente se permitem ficar sob o controle de Espíritos apegados à Terra, que se intitulam "espíritos guias" e são, em muitos casos, entidades inescrupulosas que procuram coagir suas vítimas humanas para seus próprios objetivos nefastos. Assim, o clarividente negativo se torna um médium de transe ou de materialização e, quando isso acontece, podemos dizer que sua vida não mais lhe pertence.

No caso do médium materializante, o Espírito apegado à Terra entra em sua vítima e, devido à conexão frouxa entre seus veículos, tira o éter do corpo vital do médium através do baço e o usa para sua própria materialização. As correntes vitais que nos dão vitalidade são especializadas. Desprovido deste princípio vitalizante, o corpo do médium algumas vezes encolhe a uma fração de seu tamanho normal; sua carne fica flácida e a chama de vida arde muito fracamente. Quando os éteres vitais são devolvidos e ele acorda, sente-se exausto. Este procedimento naturalmente tem conseqüências extremamente adversas à saúde - um risco que não existe para o clarividente positivo.

A mediunidade, uma vez começada, não mais constitui uma questão de escolha. O Espírito-controle ao conseguir ingresso, faz com que o médium perca o poder de fechar-lhe a porta. Se ele fica satisfeito em submeter-se ao comando do controle - algumas vezes até ao ponto de cometer um assassinato ou suicídio - evita aborrecimentos para si, mas tenta rebelar-se ou livrar-se do Espírito indesejado, experimentará grande agonia ao sentir-se dominado por estas inescrupulosas entidades. Alguns Espíritos de controle - geralmente os menos experientes e portanto os mais perigosos - vão mais longe ainda, chegam a expulsar o Ego e seus veículos superiores do corpo denso do médium e nele introduzem-se para assumir um controle temporário ou permanente. Esta condição é geralmente conhecida como obsessão, e é a base dos muitos, assim chamados "casos mentais".

Mais perigosa ainda, é a situação que ameaça o médium depois da morte. O Espírito de controle, ao qual esteve sujeito durante a vida, não o solta da sua garra, pelo contrário, seu despotismo freqüentemente se torna mais intenso depois que o médium entra nos reinos espirituais, e isto pode continuar por muitos anos afora, até que o médium possa livrar-se dele. Assim, o médium, além de experimentar a tortura que resulta de estar privado de seus veículos, fica atrasado em seu caminho evolutivo.

Deveria ficar claro para o estudante, que a mediunidade, ou qualquer outra atividade negativa no qual um Ego submete sua vontade à de outro, na realidade, está atrasando o progresso evolucionário - que depende somente da iniciativa individual - e, pior ainda, é extremamente perigosa, tanto durante a vida na Terra, quanto na vida depois da morte. Muitos dos psíquicos que agora são notícia e recebem o aplauso do público, são de caráter negativo. Aqueles poucos Egos espiritualmente avançados, que desenvolveram percepçao extra sensorial positiva, usam sua capacidade no serviço silencioso e abnegado, sem chamar atenção para si ou para seus talentos.

O objetivo da Filosofia Rosacruz e do método de desenvolvimento é libertar o estudante da dependência dos outros e ajudá-lo a adquirir o mais alto grau de auto-domínio e auto-confiança. Psiquismo negativo de qualquer tipo, obviamente representa uma condição de dependência que está em completo desacordo com esta finalidade. Tanto o auto-domínio quanto a auto-confiança, juntamente com o crescimento espiritual positivo resultante disso, são alcançados somente quando vivemos vidas nobres e altruistas, dedicando nosso tempo a serviço de Deus e do homem, mantendo nossos pensamentos e atos puros e elevados. Só desta maneira poderemos fortificar os dois éteres superiores, desenvolver nosso corpo-alma, responder positivamente às vibrações espirituais, às quais nos tornaremos cada vez mais sensíveis, e assim aprendendo a evitar toda influência e domínio externos. Só quando sentimos profundamente dentro do nosso ser um desejo sagrado e altruísta de ajudar a humanidade, é que poderemos começar a fazer progresso na direção da clarividência positiva.

A clarividência negativa é, por assim dizer, impelida sobre uma pessoa. Ela não fez nada por sua própria iniciativa para gerar a capacidade de perceber nos outros mundos, e não se propõe, pelo menos no início, começar a fazê-lo. Na verdade, alguns psíquicos expressaram publicamente o desejo de cessar os encontros com os, para eles, perturbadores e inquietantes fenômenos que esporadicamente se introduzem e importunam suas consciências.

A clarividência positiva, por outro lado, é alcançada somente depois de um esforço determinado e persistente, tanto vivendo a vida espiritual de pureza e serviço, quanto desempenhando os exercícios que serão dados no devido tempo. Muitas pessoas simplesmente não fazem o mínimo esforço para obter o grau necessário de espinitualidade, mas sem a vontade e o esforço, a percepção espiritual positiva não será alcançada.

A clarividência positiva, uma vez adquirida, constituirá um bem permanente que o Ego retém em existências subseqüentes - pelo menos enquanto continuar a se conduzir como um aspirante o deve fazer. Contudo, a clarividência negativa é um atributo temporário, sem garantia de passar de uma vida para outra. Embora seja muito mais difícil desenvolver a clarividência positiva, esta se torna, uma vez alcançada, um poder duradouro de inestimável valor atual e potencial para o Ego.

Desenvolver a clarividência voluntária é uma tarefa árdua, portanto, esta faculdade é possuída por poucos. Infelizmente, a clarividência negativa foi desenvolvida por muitos que não têm idéia dos perigos em potencial aos quais estão expostos.

Certamente, se desejarmos trabalhar na direção da evolução, para nós próprios como indivíduos e para a humanidade como um todo, deveríamos esforçar-nos para desenvolver todas as faculdades construtivas que temos em potencial, incluindo particularmente as suprafísicas. É sábio porém, que as cultivemos nas linhas mais benéficas para nosso próprio progresso evolutivo e para nossos poderes de serviço a Deus e ao homem. O desenvolvimento psíquico negativo é prejudicial aos Egos e raramente resulta em observações ou "revelações" de valor intrínseco ou duradouro. Por outro lado, o clarividente positivo e treinado, sujeito à própria vontade e determinação do Ego, é um instrumento de investigação e de estudo científico altamente eficiente. Muitas Verdades espirituais serão reveladas através do uso desta faculdade, uma vez que se tornar lugar comum entre a humanidade, como está destinada a ser.

 

 

HOME

TEMAS ROSACRUZES

MAPA DO SITE