Make your own free website on Tripod.com

 

 

O CORPO DE DESEJOS

Max Heindel

 

 

Parte III

Capítulo VI

Durante o Sono

O Mundo de Desejos é um oceano de sabedoria e harmonia. Para lá, o Ego leva a mente e o corpo de desejos, quando os veículos superiores são deixados durante o sono. Neste mundo, a primeira preocupação do Ego é a restauração do ritmo e da harmonia da mente e do corpo de desejos. Esta restauração é efetuada gradualmente na medida em que as harmoniosas vibrações do Mundo do Desejo fluem através dos veículos. Há uma essência no Mundo do Desejo, correspondente ao fluido vital, que penetra o corpo denso por meio do corpo vital. Os veículos superiores, por assim dizer, ficam embebidos neste elixir da vida. Quando fortalecidos, eles iniciam o trabalho sobre o corpo vital, que foi deixado junto do corpo denso que dorme. Então, o corpo vital inicia a especialização da energia solar novamente, reconstruindo o corpo denso e usando particularmente o éter químico no processo de restauração.

Entretanto, às vezes acontece que o corpo de desejos não se retira totalmente e, desta forma, parte dele permanece ligada ao corpo vital, o veículo da percepção sensorial e da memória. O resultado é que a restauração é parcialmente concluída e as cenas e ações do Mundo de Desejos são trazidas para a consciência física em forma de sonhos. É claro que a maioria dos sonhos é confusa devido ao eixo da percepção estar distorcido, em função da desequilibrada relação entre um corpo e outro. A memória fica também confusa devido a esta inconseqüente relação entre os veículos e, como resultado da perda da força restauradora, o sono é atribulado e cheio de sonhos e o corpo se sente cansado ao despertar.

O que faz do sono um estado restaurativo? No próprio termo "restaurativo" está implícita uma atividade. Se um prédio vai ser restaurado, é necessário que seus moradores o desocupem cessando aí o desgaste pelo uso. Porém, não é suficiente. Os operários precisam reparar os danos causados pelos uso do edifício. Somente quando esse trabalho terminar, a restauração estará completa e o edifício pronto para ser reocupado pelos moradores.

O mesmo acontece com o templo do Ego, nosso corpo denso, quando ele fica exausto. É necessário, então, que o Ego, a mente e o corpo de desejos se afastem e deixem o corpo vital à vontade para que ele possa restaurar o tom do corpo denso. Assim, quando o corpo denso adormece, há uma separação. O Ego e a mente, envolvidos pelo corpo de desejos, retiram-se do corpo vital e do corpo denso, que permanecem na cama, enquanto que os veículos superiores flutuam acima ou perto do corpo que dorme.

O processo de restauração começa agora. Numa luta no Mundo Físico, tanto o perdedor quanto o vencedor se machucam. Quando mais violenta for a luta e mais valentes os lutadores, mais lesões eles sofrerão. O mesmo acontece com o corpo vital e o corpo de desejos; este último sempre vence, no entanto, sua vitória é sempre uma derrota, porque ele é forçado a deixar o campo de batalha, e o prêmio, o corpo denso, nas mãos do derrotado corpo vital, retirando-se a seguir para reparar sua própria harmonia desfeita.

Quando ele se retira do corpo que dorme, entra naquele mar de força e harmonia chamado Mundo de Desejos. Lá ele vive as cenas do dia, mas em ordem inversa isto é, dos efeitos às causas, colocando em ordem o emaranhado do dia, formando imagens verdadeiras para substituir as impressões distorcidas, devido às limitações da vida no corpo denso. Como as harmonias do Mundo de Desejos compenetram o corpo de desejos e a sabedoria e a verdade substituem o erro, ele recupera seu ritmo e seu tom, levando o tempo necessário para restaurá-lo, que varia de acordo com o tipo de vida que teve naquele dia - se ilusória, impulsiva ou extenuante.

Somente então começa o trabalho de restauração dos veículos deixados no leito e o também restaurado corpo de desejos começa a reanimar o corpo vital, bombeando energia rítmica e este, por sua vez, inicia o trabalho no corpo denso, eliminando os produtos do desgaste, principalmente por meio do sistema nervoso simpático. O resultado é que o corpo denso, restaurado, está cheio de vida quando o corpo de desejos, a mente e o Ego entram de manhã e fazem com que ele acorde.

Às vezes, no entanto, acontece que nós estivemos tão absorvidos e interessados nos afazeres da nossa existência no mundo que, mesmo depois que o Corpo Vital entrou em colapso, deixando o Corpo Denso inconsciente, não conseguimos deixa-lo para começar o trabalho de restauração; o Corpo de Desejos fica aderido como se fosse uma sombria mortalha, o Ego retirando-se só pela metade, e, nessa posição, começa a repassar os acontecimentos do dia.

É evidente que esta é uma condição anormal. A conexão entre os diferentes veículos é rompida primeiramente pelo colapso do corpo vital e mais tarde perturbada pelas posições relativamente incomuns dos veículos superiores. e o resultado inevitável são aqueles sonhos confusos onde os sons e as visões do Mundo de Desejos estão misturados com os acontecimentos da vida diária da forma mais grotesca e absurda.

Às vezes, quando algum acontecimento do dia agitou demais o corpo de desejos, e este já rompeu a conexão com os veículos inferiores e está envolvido no trabalho de restauração anteriormente descrito, acontece que um desagradável incidente daquele dia aparece e o corpo de desejos vê a solução. Então, ele corre de volta para o corpo denso a fim de imprimir as idéias no cérebro, causando um despertar brusco. Somente em alguns poucos casos o corpo de desejos é capaz de trazer a solução tão clara como era no Mundo dos Desejos. Mesmo que a impressão da solução no cérebro seja bem sucedida, normalmente a esquecemos pela manhã.

Naturalmente há ocasiões em que os sonhos são proféticos e que se cumprem, mas tais sonhos só se realizam após o total desprendimento do corpo de desejos e sobre circunstâncias onde o Espírito talvez vê algum perigo que possa suceder, e então, imprimi o fato sobre o cérebro no momento do despertar.

Isto também acontece quando o Espírito empreende um vôo anímico e deixa de realizar parte do trabalho de restauração. Então o corpo não estará refeito e assim permanece dormindo. O Espírito poderá ficar longe do corpo por alguns dias ou até semanas antes que entre em seu corpo físico e assuma a rotina diária normal de dormir e despertar. Esta condição é chamada de transe e o Espírito poderá lembrar, ao retornar, tudo o que viu e ouviu no Mundo Supra-físico ou poderá esquecer, de acordo com o estágio de seu desenvolvimento e da profundidade do transe. Quando o transe é leve, o Espírito permanece no quarto onde seu corpo está e, quando retornar ao corpo, estará apto a repetir para seus parentes tudo o que eles disseram e fizeram enquanto seu corpo jazia inconsciente. Quando o transe é mais profundo, o Espírito não tem consciência do que aconteceu em volta de seu corpo, mas poderá contar experiências do mundo invisível.

Na vida comum, a maioria das pessoas vive para comer. Elas bebem, gratificam a paixão sexual de maneira desenfreada e perdem a cabeça diante da mínima provocação. Embora externamente essas pessoas possam ser muito "respeitáveis", elas estão, em quase todos os dias de suas vidas, causando muita confusão na organização de seus veículos. Todo o período do sono é gasto pelos corpos de desejos e vital reparando os danos causados durante o dia, não sobrando tempo livre para nenhum trabalho fora do corpo. Porém, quando o indivíduo começa a sentir a necessidade da vida superior, controla sua força sexual e seu gênio, e cultiva uma disposição serena, causando assim menos desequilíbrio nos veículos durante as horas de vigília. Conseqüentemente, menos tempo é necessário para a restauração durante o sono. Desta forma, passa a ser possível deixar o corpo denso por longos períodos, durante as horas de sono, e funcionar nos mundos internos em seus veículos superiores. Como o corpo de desejos e a mente não se acham ainda organizados, eles não são usados como veículos de consciência separados. O corpo vital não pode deixar o corpo denso, pois isto causaria a morte; desta forma, medidas devem ser tomadas para prover um veículo organizado, que seja fluídico e tão bem construído que atenda as necessidades do Ego nos mundos internos, assim como o corpo denso o faz no Mundo Físico.

 

 

 

BIBLIOTECA ONLINE

O CORPO DE DESEJOS- ÍNDICE

MAPA DO SITE