Make your own free website on Tripod.com

 

CARTA Nº 49

Dezembro de 1914

DESEJO - UMA ESPADA DE DOIS GUMES

 

Este é o momento do ano em que os cumprimentos estão na ordem do dia: "Feliz Natal e um próspero Ano Novo" são as palavras que se ouvem por todos os lados e, em conformidade com o uso tradicional, os que trabalham em Mount Eccelesia também estendem aos membros do mundo todo, a usual saudação desta data.

Mas, ainda que de modo tão cordial desejemos uns aos outros bênçãos e alegrias para o próximo ano, embora os votos das outras pessoas possam ser animadores e satisfatórios, a conseqüência disto é mínima. 0 que realmente encerra um desejo de vital importância, é o que almejarmos para nós próprios, individualmente. Se o mundo inteiro conspirasse contra nós e antagonizasse nossos desejos, mesmo assim poderíamos alcançar completo êxito se pudéssemos manter a intensidade e persistência necessárias nestes desejos. É riqueza que desejamos? Ela pode ser nossa pelo exercício da nossa vontade. Se desejamos poder e popularidade, também a possuiremos, sempre que envolvamos o nosso desejo com um ardor premente. Estamos enfermos, débeis ou incapacitados de alguma forma? Também podemos livrar-nos destas impurezas físicas mediante um desejo intenso de saúde. As restrições sociais ou condições familiares embaraçosas desaparecerão ante o veemente desejo daquele que realmente quer.

Mas há também outro aspecto. O desejo é uma espada de dois gumes e o que pode parecer o maior bem na intenção, pode converter-se numa maldição quando alcançarmos aquilo que tanto desejamos. A maior fortuna pode desaparecer em poucas horas por um terremoto ou por uma baixa na Bolsa, e o rico está sempre temendo a perda de seus bens. Para ser popular temos necessidade de acenar continuamente e estar à disposição de todos, sem tempo disponível para descansar ou fazer o que realmente gostamos. As doenças físicas, que parecem espinhos cravados na carne, que roubam todas as alegrias da vida e das quais desejaríamos ver-nos livres, podem converter-se na maior das bênçãos. Paulo tinha essa preocupação e suplicou ao Senhor, que lhe disse: "A Minha graça é suficiente para ti". 0 mesmo pode acontecer com as condições desarmônicas familiares, etc. Em todas as relações humanas há certas lições que devem ser aprendidas para nosso próprio bem, portanto, devemos ser muito cuidadosos, não pedir o fim dos nossos sofrimentos sem acrescentar as palavras que Cristo proferiu durante a Paixão na Cruz, no Jardim de Getsêmani. Ainda que o Seu corpo estremecesse contemplando a tortura que o aguardava, disse: "Pai, faça-se a Tua vontade e não a minha". Devemos lembrar sempre que só há uma coisa pela qual podemos orar com fervor e intensidade: sermos agradáveis a Deus.

Querido amigo, a Fraternidade Rosacruz é uma associação composta de muitos membros. O querido irmão, sendo um deles, gostaria de juntar-se a nós para desejar a todos e à Fraternidade, as maiores bênçãos e graças de Deus durante o próximo ano, para que possamos ser mais eficazes em nosso trabalho e apressar o dia da vinda de Cristo? E formulará um desejo intenso de trabalhar para essa finalidade, durante todo o ano, com o máximo zelo e fervor?

Possa Deus abençoar a Fraternidade Rosacruz e fazê-la um fator mais eficiente em Seu trabalho no mundo.

 

 

CARTAS AOS ESTUDANTES - INDICE

BIBLIOTECA ONLINE

MAPA DO SITE